quinta-feira, 5 de março de 2015

Comerciante é assassinado a tiros em Santo Antonio do Santo da Onça


  • Chega informações de que um homicídio foi registrado na cidade de Santo Antonio, região agreste do RN. Segundo informações preliminares a vítima é Manoel José Guilherme, conhecido pelo apelido de Manoel Careca, bastante conhecido na cidade, é um comerciante e tem uma frota de caminhões pipa. A vítima foi alvejada por três disparos de arma de fogo a queima roupa dentro de uma garagem de sua propriedade. 

  • Manoel Careca ainda chegou a ser socorrido ao hospital daquele município mas deu entrada já sem vida. o crime ocorreu por volta das 16 hrs. Dentro de instantes mais informações.

  • O Paralelo

Cachorro que estava em porta de hospital reencontra dono - ele não estava morto


Bethoven havia desaparecido no dia 14 de fevereiro, em Carapicuíba
Bethoven havia desaparecido no dia 14 de fevereiro, em Carapicuíba Foto: Reprodução/ Facebook
Beatriz Medeiros
Tamanho do texto A A A
Um rotweiller muito dócil estava há algumas semanas na porta do Hospital Geral de Carapicuíba quando a equipe do Instituto Luisa Mell o resgatou, na última quinta-feira. No dia do resgate, funcionários e pacientes da unidade de saúde afirmavam que o animal havia chegado lá após seguir uma ambulância da SAMU, que transportava o seu proprietário doente, que teria acabado falecendo. Desde então, ele ficava na porta do hospital esperando a saída do dono.
A história emocionou muita gente nesta semana e, enquanto a equipe do Instituto entrevistava cinco famílias interessadas em adotar o rottweiler, o dono dele apareceu. Não, ele não ressuscitou. Na verdade, nunca morreu e tudo não passou de um mal entendido.
O cachorro, que atende pelo nome Bethoven, mora com a diarista Maria Aparecida dos Santos Queiroz há 12 anos e havia fugido de casa, que fica a cerca de 5 quilômetros do hospital.
— Sempre que chego do trabalho, solto ele para dar uma voltinha e fazer xixi, mas no dia 14 de fevereiro ele não voltou. Comecei a fazer caminhadas à noite para procurá-lo, uma amiga espalhou vários cartazes na rua e nada. Até que uma vizinha viu na internet a notícia sobre um cachorro que estava no Hospital Geral de Carapicuíba e me mostrou, falando que parecia com ele — , contou
Sandra Pires, vice-presidente do Instituto Luisa Mell, promoveu o encontro entre Cida e Bethoven
Sandra Pires, vice-presidente do Instituto Luisa Mell, promoveu o encontro entre Cida e Bethoven Foto: Divulgação
Depois de reconhecer o “negão”, Cida entrou em contato com o Instituto Luisa Mell, que já havia vacinado e castrado o rottweiler. Nas três semanas que Bethoven ficou desaparecido, o humor de Cida mudou.
— Eu adoeci. Fiquei muito triste, não comia, não dormia, mas agora estou bem. Não tenho nem palavras para agradecer o que fizeram pelo meu bebezão.
O reencontro aconteceu na manhã desta quarta-feira, em Carapicuíba, em meio a muitas lágrimas de felicidade. Desde que reencontrou Cida, Bethoven não deixa ninguém chegar perto da dona, assim como faz em casa com os filhos dela.
— Peguei ele com 40 dias de vida e ele não se dá muito bem com o meu filho, que mora comigo. Acho que também é por ciúmes, porque desde que o resgatei passei a ser a protetora dele.


Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/brasil/cachorro-que-estava-em-porta-de-hospital-reencontra-donoele-nao-estava-morto-15500274.html#ixzz3TWRfzj2X

Juiz flagrado em Porsche de Eike pode ter penhorados R$ 400 mil em bens


EXT CI Exclusivo Rio de Janeiro ( RJ ) 20/02/2015 - Entrevista com o juiz Flavio Roberto Souza da 3 Vara Criminal Federal - Foto Guilherme Pinto / EXTRA / Agência Globo
EXT CI Exclusivo Rio de Janeiro ( RJ ) 20/02/2015 - Entrevista com o juiz Flavio Roberto Souza da 3 Vara Criminal Federal - Foto Guilherme Pinto / EXTRA / Agência Globo Foto: Guilherme Pinto / guilherme pinto/20.2.2015
Carolina Heringer
Tamanho do texto A A A
O juiz federal Flávio Roberto de Souza, flagrado dirigindo o Porsche de Eike Batista, corre o risco não apenas de perder o cargo, como também seus bens. Em três processos judiciais, o magistrado acumula dívidas de mais de R$ 400 mil . Nas ações, a Justiça determina o imediato pagamento dos débitos, ou a penhora de bens do magistrado. Nesta quinta-feira, os desembargadores do Órgão Especial do Tribunal Regional Federal (TRF) da 2ª Região decidem se Souza responderá a processo administrativo. Ao fim da ação, o juiz pode ser demitido.
Juiz foi flagrado dirigindo carro do empresário Eike Batista
Juiz foi flagrado dirigindo carro do empresário Eike Batista Foto: Rafael Moraes / Extra
Dos três processos nos quais Flávio Roberto acumula dívidas, dois foram movidos pela Caixa Econômica Federal, e pelo mesmo motivo: o magistrado pegou empréstimos, mas deixou de pagá-los. Numa das ações, da 5ª Vara Cível do Espírito Santo, Souza é acusado de ter pego quase R$ 168 mil com a Caixa Econômica, em abril de 2010. Dois anos depois, ele deixou de pagar as parcelas. O valor do empréstimo foi calculado, em agosto de 2014, em R$ 218 mil.
Já em outro processo, esse da 1ª Vara Federal de Resende, o juiz é acusado de pegar empréstimo de R$ 172 mil, em maio de 2011. Mais uma vez, Souza interrompeu o pagamento. Em fevereiro de 2012, o débito estava em R$ 242 mil. Em ambos os casos, a Justiça determinou que a dívidas sejam pagas. Caso contrário, seus bens devem ser penhorados. O magistrado ainda não foi notificado.
O juiz com o falso ovo Fabérge apreendido na casa do empresário
O juiz com o falso ovo Fabérge apreendido na casa do empresário Foto: Guilherme Pinto / Extra
O terceiro processo no qual Flávio Roberto tem pendências, ironicamente, foi movido pelo próprio contra a União Federal. O magistrado pleiteava o recebimento de ajuda de custo por ter se mudado do Rio para o Espírito Santo, para onde sua ex-mulher, também juíza federal, já havia sido transferida. O pedido foi negado, e Souza condenado a pagar R$ 2.435 de despesas com o processo. Como a dívida não foi quitada, em janeiro deste ano, a Justiça determinou a penhora de bens do magistrado.
Na sessão desta quinta-feira no Órgão Especial, o desembargador Guilherme Couto, corregedor do TRF, vai apresentar os relatórios de duas sindicâncias abertas para apurar a conduta de Souza. No fim, os 14 desembargadores darão seus votos.


Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/juiz-flagrado-em-porsche-de-eike-pode-ter-penhorados-400-mil-em-bens-15506399.html#ixzz3TWQy4Wrl

PM encontra plano de fuga em que bandidos pretendiam “tomar” Alcaçuz com fuzis


Bandidos planejavam, inclusive, arrombar portão principal da maior penitenciária do RN.

Redação   04/03/2015 às 20h28   -  Atualizada em 05/03/2015 às 09h21
FOTOS: SÉRGIO COSTA / PORTAL BO
A Polícia Militar realizou a apreensão de um material que mostra a ousadia de criminosos. Durante patrulhamento no bairro Liberdade, em Parnamirim, eles viram jovens em atitude suspeita em uma casa e, ao entrarem no local, encontraram um plano de fuga no presídio de Alcaçuz.
Inclusive, em um dos trechos do plano, está escrito que duas guaritas seriam “tomadas” com uso de fuzis por parte dos bandidos. Os criminosos, de acordo com esse plano, pretendiam, inclusive, arrombar o portão principal da maior penitenciária do Rio Grande do Norte.
O sargento Clodoaldo, do 3º Batalhão da Polícia Militar, relatou que a equipe visualizou os jovens, mas durante a abordagem, eles conseguiram fugir pulando muros. Além dos desenhos e textos com o plano de fuga, a polícia apreendeu uma arma calibre 44 na residência.
Também foram encontradas duas identidades de uma mulher, com a mesma fotografia, mas nomes diferentes. “Isso é muito sério. Esse plano de fuga é detalhado e consta inclusive o uso de fuzis. As autoridades competentes precisam agora investigar”, comenta o sargento Clodoaldo.


Dois são presos e adolescente apreendido após roubo de carro


Policiais Militares perseguiram e conseguiram prender o trio na zona Norte.

Redação   05/03/2015 às 09h46  
FOTOS: CEDIDAS

Dois jovens foram presos e um adolescente apreendido, na noite desta quarta-feira (4), suspeito de terem roubado um carro na zona Norte de Natal. Alan Ferreira dos Santos, de 19 anos, Lenilson silva Aroldo, de 19 anos, e o adolescente de 17 anos foram presos em flagrante. Eles estavam no veículo roubado e com um revólver calibre 38.
A ocorrência teve início na rua Manoel Costa, no Vale Dourado, onde um cidadão tinha sido assaltado e teve um veículo Gol roubado. No entanto, uma guarnição do 4º Batalhão da Polícia Militar se deparou com os suspeitos e iniciou uma perseguição, que resultou na prisão do trio na rua Acapanema, no Parque dos Coqueiros.
Os suspeitos se renderam e foram conduzidos para a Delegacia de Plantão da Zona Sul. Os três confessaram que praticaram o roubo do carro e disseram, inclusive, que pretendiam usar esse veículo para a prática de outros delitos.

Eduardo Cunha diz que Planalto abriu champanhe para festejar sua desgraça134


Josias de Souza
Compartilhe
 Imprimir Comunicar erro
Basta olhar rapidamente para dentro do bloco de partidos governistas para descrer completamente da possibilidade de paz no Oriente Médio. O presidente da Câmara, que nunca morreu de amores por Dilma Rousseff, tornou-se uma espécie de homem-bomba.
Ele difunde entre os amigos a versão segundo a qual a notícia sobre a inclusão do seu nome na lista petrolão chegou primeiro ao Palácio do Planalto. E foi festejada antes de ser vazada. Mereceu, segundo diz, um brinde de champanhe.
Na mesma rodada de espumas, afirma o deputado, brindou-se no Planalto para celebrar o infortúnio do presidente do Senado, Renan Calheiros, e a suposta exclusão da senadora petista Gleisi Hoffmann da lista do procurador-geral da República Rodrigo Janot. Algo que ainda não foi confirmado.
Na versão contada por Eduardo Cunha, seu nome foi empurrado para dentro da lista pelo ministro José Eduardo Cardozo (Justiça), que teria feito gestões junto ao procurador-geral. Para que esse enredo fique em pé será necessário que as acusações contra o deputado desmontem logo que forem divulgadas pelo relator do processo no STF, ministro Teori Zavascki.
Seja como for, os principais operadores políticos de Dilma continuam achando que Eduardo Cunha não é propriamente um exemplo. E a turma do presidente da Câmara avalia que ele se tornou um aviso.

Cadela jogada em rio dentro de saco é salva com ajuda de outro cão em MG

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/03/1598323-cadela-jogada-dentro-de-saco-em-rio-e-salva-com-ajuda-de-outro-cao-em-mg.shtml?cmpid=%22facefolha%22Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/03/1598323-cadela-jogada-dentro-de-saco-em-rio-e-salva-com-ajuda-de-outro-cao-em-mg.shtml?cmpid=%22facefolha%22 ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos da Folha estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que a Folha faz na qualidade de seu jornalismo. Se precisa copiar trecho de texto da Folha para uso privado, por favor logue-se como assinante ou cadastrado.http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/03/1598323-cadela-jogada-dentro-de-saco-em-rio-e-salva-com-ajuda-de-outro-cao-em-mg.shtml?cmpid=%22facefolha%22



  • Giovana Maria/Divulgação
    Cadela Regina, que foi achada dentro de um saco em um rio em Santa Rita do Sapucaí
    Cadela Regina, que foi achada dentro de um saco em um rio em Santa Rita do Sapucaí
"Foi muita sorte, foi um milagre." É como Rafael Ferrari, presidente da Sociedade Protetora dos Animais de Santa Rita do Sapucaí (406 km de Belo Horizonte), descreve o resgate de uma cadela vira-lata que foi colocada em um saco e jogada em um rio na cidade. O caso ocorreu no dia 24 do mês passado e a cadela só foi salva porque uma outra cadelinha, de cinco meses, alertou um casal de pescadores.
Conforme Rafael Ferrari, o salvamento da cadela ocorreu depois que o cão menor corria a latia ao lado de onde eles estavam. "Eles [casal] disseram que a cadelinha corria perto deles, latia, e voltava para a margem do rio. Se não fosse por ela, ninguém iria encontrar a outra cadela", disse. 
Segundo Ferrari, os pescadores contaram que resolveram olhar para onde o animal tentava ir e, em um primeiro momento, disseram ter tido muita dificuldade de avistar a cadela, que estava apenas com a cabeça de fora do saco, em cima de uma formação barrenta, e muito enlameada.
Ainda conforme Ferrari, o casal tentou acessar o local onde o animal estava, mas não conseguiu. Em seguida, acionou a Polícia Militar. O caso foi repassado para a Guarda Municipal e para a sociedade protetora.
"Eu, quando cheguei lá, tive muita dificuldade em perceber que se tratava de um animal em razão de tanta lama. O casal teve que apontar o local usando um bambu para a gente poder enxergar onde ela estava", afirmou. 
Giovana Maria/Divulgação
Cadela Regina depois que foi resgatada de rio
Segundo ele, o resgate foi difícil, demandando o uso de um sistema de rapel para o acesso ao local onde ela se encontrava.
"Era um saco para transportar café, de um plástico muito resistente e bem amarrado. A gente acredita que ela conseguiu isso [colocar a cabeça para fora] por causa de alguma fissura na extremidade desse material", afirmou.
Ferrari informou que apesar da prostração da cadela, ela não apresentava ferimentos nem sinais de maus-tratos. O animal foi levado para a sede da sociedade protetora onde passou por uma higienização. "Ela não reagia, não tentava fugir, não fazia nada", afirmou.
A cadela ganhou o nome de Regina, em homenagem à mulher do pescador. Já a cadelinha de quatro meses recebeu o nome de "Pretinha".

Adoção

O presidente da sociedade protetora informou que o caso foi revelado no Facebook e ganhou repercussão em várias partes do país. 
Segundo ele, muitas pessoas entraram em contato para adotar o animal resgatado, que acabou sendo entregue a uma moradora da cidade de Pouso Alegre (384 km de Belo Horizonte).
"Pretinha", que alertou os pescadores, também foi retirada do local e adotada por uma mulher que vive na cidade de Alfenas (335 km da capital mineira). Ambas as cidades ficam no sul do Estado.
Ferrari informou que é difícil apurar quem teria jogado o animal no rio.
"Não temos condição de saber quem poderia ter feito isso. É muito complicado. Não temos um fio para começar a procurar. Depois da repercussão, não apareceu ninguém que dissesse ter testemunhado a ação", disse o dirigente. Segundo ele, o caso não está sendo investigado pela polícia.
Ampliar

Você já viu cães como estes?67 fotos

67 / 67
2.fev.2015 - O cachorro Vince, da Filadélfia (EUA), resolveu comer um par de botas de cano alto feitas de couro de carneiro e teve que passar por uma cirurgia para remover os pedaços de seu estômago. Na imagem, o raio-X da barriga do cão e, no detalhe, as botas mastigadas Dra. Laura Tseng/Centro de Emergência e Especialidade Veterinária/AP